quinta-feira, 9 de julho de 2015

Trabalhos de Fernando Castro






Como define a sua arte?

Defino a minha arte como sendo uma forma de ocupar o meu tempo, a telha deu-me ideias que nunca me tinham passado pela cabeça.


Quando iniciou a sua actividade artística?

 Iniciei a minha actividade no ano de 2008.


Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

Esta é uma pergunta difícil de responder, pois adoro cada peça que faço e dentro dos vários estilos de trabalho, mas penso que a Torre de Belém e talvez por ser a ultima está no topo.


Quais são os materiais utilizados?

Utilizo telha, gesso, madeira, PVC, plásticos, pedras diversas, diferentes tipos de massas, tintas acrílicas.


O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?

Muito honestamente não sei, nunca visitei o blog, mas vou estar mais atento e dar uma vista de olhos.

Trabalhos de Dulce Batalha







Como define a sua arte?

A definição mais técnica do meu artesanato é feltragem a seco com agulha, mas pessoalmente acho que se pode considerar como uma modelagem à lã.


Quando iniciou a sua actividade artística?

Iniciei a minha actividade em 1999, com outros materiais e desde então é a minha exclusiva actividade profissional e única fonte de rendimentos. Quanto a feltragem, desde 2010.


Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

É muito difícil considerar uma peça preferida, ou que tivesse gostado mais de fazer, acho que me vou apaixonando por todas as peças á medida que as vou criando.


Quais são os materiais utilizados?

O material usado é a lã de ovelha, cardada e de preferência de produção nacional, tenho a ambição de conseguir adquirir lã resultante da tosquia e trata-la e tingi-la. Costumo juntar materiais naturais, como ramos, troncos e pedaços de cortiça de forma a embelezar.


O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?

A minha opinião relativamente ao blog do Gave é positiva e acho que está bem apresentado e estruturado e de fácil consulta. Não tenho sugestões quanto ao melhoramento.



sexta-feira, 24 de abril de 2015

Trabalhos de Ana Raquel Neto








Como define a sua arte?

A missão da Pirogravura da Rá é divulgar e promover, de forma exclusiva, a pirogravura como decoração de artigos e mobiliário em madeira e adaptar a pirogravura aos vários estilos de decoração de interiores e gostos pessoais. É assim que defino a minha arte e o meu artesanato.



Quando iniciou a sua actividade artística?

A Pirogravura da Rá nasceu em 2009 com a execução de alguns trabalhos sobre madeira a nível pessoal e amador. Com a presença numa primeira feira medieval, em 2012, a sua técnica orientou-se para o mundo dos retratos e para a exploração dos degradés e dos tons que a pirogravura permite.

Em 2014 a Pirogravura da Rá nasce enquanto actividade profissional, no âmbito da decoração de artigos para casa em madeira, e na realização de brindes e ofertas para eventos, como casamentos, baptizados. E em 2015, foi aceite como artesã no Registo Nacional de Artesãos o que a deixou bastante motivada para continuar este trabalho.



Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

O trabalho que mais gostei de fazer foi uma caixa de jóias decorada com uma carriça. Foi o primeiro trabalho encomendado numa feira, também esta a primeira na qual estive presente. Este trabalho foi a alavanca para técnica do sombreado e abriu a porta para o mundo dos Retratos. Anexo uma foto do trabalho.



Quais são os materiais utilizados?

Os materiais utilizados são a madeira e vernizes, pontualmente também utilizo tintas acrílicas ou aguarelas. O pirogravador Reig é a ferramenta indispensável.



O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?

Acho que deverá ser constantemente actualizado e promover mais os trabalhos de todos os artesãos. Parece-me que é o que está a começar a suceder, por isso dou o meu incentivo à continuação e desejo muito sucesso ao Grupo de Artistas Vale de Eureka. 

terça-feira, 21 de abril de 2015

Trabalhos de Rita Caleiro






Como define a sua arte?

Trata-se de um projecto de emoções que utiliza o artesanato como ferramenta de comunicação. Peças úteis no dia a dia, feitas em pele sintética, como bolsas de telemóvel, porta-chaves, porta-moedas, etc, que têm como factor diferenciador a personalização, com uma imagem e uma frase, que podem ser genéricas, ou as próprias fotografias do cliente. Através dessa personalização cada peça vai gerar surpresa na pessoa que a recebe e conseguirá comover, devido à força das palavras nela escritas. 


Quando iniciou a sua actividade artística?

No dia 1 de Janeiro de 2012, às 10:00 h da manhã, depois de ter sonhado com a ideia de negócio de associar a arte à força das palavras.  



Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

O desafio que mais me tocou foi o de conceber um colar, para que uma doente de Alzeimer o usasse, de forma permanente. Neste teria de estar colocada uma imagem enternecedora, uma frase tocante e, o mais importante, o contacto da filha e da neta, para que, em caso de se perder, essa pessoa fosse ajudada no contacto com a família. Tocou-me profundamente este sentido utilitário de uma simples peça que poderia salvar uma vida.  



Quais são os materiais utilizados?

Napas (peles sintéticas), com uma forra de trevira no interior e personalização de imagem impressa em papel fotográfico e devidamente plastificada, de forma a ser acoplada à peça. Tudo depois furado e cosido.



O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?


Um blog acaba por ser sempre um local de arquivo de informação. A esse nível parece-me bem. Apostaria, no entanto, de forma mais regular numa plataforma de comunicação mais actual, como o facebook, com a divulgação de eventos e respectiva cobertura fotográfica. Aí sim, com a criação de pastas com o trabalho de cada artista e respectiva informação, que proporcionasse a partilha e geração de novos likes. 

Trabalhos de Maria Cristina Costa



Como define a sua arte?

Como defino a minha arte, o meu trabalho? Será artesanato urbano? Arte decorativa? Confesso que não sei, para mim é apenas algo que me entusiasma e que gosto de fazer!


Quando iniciou a sua actividade artística?

Comecei a pintar as minhas peças em 1997 e a tentar vendê-las em feiras no recinto da Expo 98 depois de terminada a Feira.


Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

Confesso que não sei dizer qual dos meus trabalhos gostei mais porque sempre que decido pintar uma peça é porque ela pôs a minha imaginação a trabalhar!...


Quais são os materiais utilizados?

As peças de que falo podem ser em gesso, barro, marfinite ou madeira e sempre pintadas com tintas acrílicas à base de água.


O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?

Gostei do que li hoje no blog do GAVE e não me lembro de nada que possa sugerir para o melhorar.
Espero que as minhas respostas tenham ido no sentido do que Vocês esperavam dos sócios!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Trabalhos de Maria Júlia Vicente








Como define a sua arte?

 A caracterização do meu trabalho é o escape do stress diário. O meu artesanato é baseado em:

  • Vitrofusão: transformação do vidro em peças decorativas ou de adorno feminino e masculino
  • Pintura a óleo: em telas e telhas
  • Porcelana: pintura em objectos de porcelana


Quando iniciou a sua actividade artística?

 A minha actividade artística começou desde muito cedo já em criança, mas tornou-se mais efectiva a partir  de 1997

Para si, qual foi a peça (trabalho) que gostou mais de fazer, Porque?

 Todos os trabalhos que executo são feitos com imenso prazer não havendo uma peça específica

Quais são os materiais utilizados?

 Vidro, tinta de porcelana, de vidro e a óleo, telas, telhas e uma mufla para cozer o vidro e porcelana.

O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?

 O blog está bastante bonito, simples e funcional, parabéns à criadora.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Trabalhos de Conceição Pelicano










Como define a sua arte?

É um conjunto de variedades (crochet, estanho, artes aplicadas, pintura, vitral, bijouterie)

Quando iniciou a sua actividade artística?


Após a reforma

Para si , qual foi a peça que gostou mais de fazer, Porquê?


Um leque em estanho. O trabalho em estanho é uma técnica rigorosa que exige muita concentração, dá mais trabalho e tem mais valor.

Quais são os materiais utilizados?


Estanho, cera, parafina e colas

O que pensa do blog da GAVE, tem sugestões para melhorar?


O GAVE é uma associação de artistas talentosos que promovem novos artistas e artesãos, com muito entusiasmo. Apesar das dificuldades actuais temos que preservar e continuar.